Pingue-pongue/Treino

Esclarecimentos sobre o meu treino – com Fábio Tofetti

Oi, pessoal! Como havia prometido, pedi para o Fábio Tofetti (professor da BT – Ribeirão Preto) esclarecer pra gente o que ele levou em consideração para montar a minha ficha de musculação. Acredito que algumas dúvidas que eu tinha em relação ao meu treino pode também servir para vocês! Segue abaixo a entrevista, espero que gostem :)

Treino com Fábio Tofetti


1. Qual a importância da avaliação física?

É preciso saber as reais condições em que o aluno se encontra para direcionar o método de treinamento e os exercícios. A avaliação pode ser feita em laboratórios especializados ou na academia, por profissionais capacitados. A individualidade biológica deve ser levada em conta, pois alunos diferentes podem ter objetivos iguais. De qualquer forma, a prescrição do treinamento é individualizada.

2. O que é o método de treinamento Bi-set? Porque ele foi usado no meu treino?

O Bi-set é a prática de dois exercícios com pouco ou sem intervalo entre eles. Podem ser exercícios (1) para o mesmo grupo muscular, (2) para músculos agonistas e antagonistas (músculos que atuam em direções opostas, por exemplo: bíceps e tríceps. Os músculos agonistas reagem em resposta a um estímulo voluntário ou involuntário, e criam o movimento necessário para concluir a tarefa. Os músculos antagonistas agem contra a ação agonista e ajudam a mover a parte do corpo trabalhada de volta ao local de origem após a execução do movimento) ou, ainda, (3) para diferentes grupos musculares. No primeiro caso, o objetivo é levar o músculo trabalhado à exaustão. O segundo, busca aumentar a produção de força do músculo agonista pela pré-fadiga do seu antagonista. Já no caso do Bi-set para diferentes grupos musculares, existe apenas menor tempo de recuperação. No caso da Larissa, o método utilizado nos exercícios de membros superiores foi o agonista/antagonista, para aumentar a produção de força sem muito ganho de massa muscular. Já no treino de membros inferiores, foi usado o Bi-set para um mesmo grupamento muscular, ou seja, para fadigar a musculatura do quadríceps, isquiotibiais, panturrilha e glúteo.

3. No caso do treino de perna: por que uma última série de exaustão?

Você já trabalhou força nas primeiras 3 séries. A quarta tem como finalidade a resistência muscular localizada e também a queima de gordura. O Objetivo da exaustão é fadigar a musculatura, o que aumenta o gasto calórico.

4. Por que pular corda entre os grupos musculares?

Para aumentar a frequência cardíaca, acelerar o metabolismo e manter o condicionamento físico que a Larissa já adquiriu. Além disso, ajuda no fortalecimento dos grupos musculares envolvidos (membros inferiores, abdômen e membros superiores).

5. O treino em circuito deve ser feito por quem busca que tipo de resultado?

Um resultado de emagrecimento (perda de massa gorda) e de aumento do condicionamento físico rapidamente. Alunos iniciantes devem começar com um trabalho de fortalecimento antes de realizar esse tipo de treinamento.

6. Alguns exercícios que eu já fazia estão, nesse treino, com estímulos diferentes. Qual a diferença entre fazer um Leg Press comum e segurar 2 segundos, ou saltar? E a flexão no bosu, a remada no Smith… Que tipo de resultado você busca com isso?

Estou em busca de uma melhora na força. A prática dos dois exercícios com a potência do salto e segurar embaixo vai gerar a hipertrofia, ou seja, aumento de força. Quanto aos exercícios no BOSU, servem para melhorar o equilíbrio corporal da Larissa, ativando a musculatura do CORE.

7.  Você acha ideal fazer aeróbio depois? Por quanto tempo? Por quê?

Acho muito importante o aeróbio depois do treinamento resistido. Não por um longo período, devido a fadiga muscular. No máximo, 30 minutos moderados ou 20 minutos intensos. No aeróbio pós-treino, a queima de gordura é mais acentuada, pois a musculatura fadigada está com baixo estoque de glicogênio e a gordura vira fonte de energia.

9. Por quanto tempo você acha que deve ser executado um mesmo treino?

Costumo trocar o treinos dos meus alunos no máximo em dois meses, pois a musculatura já começa a não responder aos estímulos.

É isso. Se tiverem alguma dúvida, por favor, escrevam nos comentários! Pode ser, inclusive, uma boa pauta para um próximo post. E quem tiver interesse em fazer consultoria ou treinar com o Fábio, é só entrar em contato por e-mail (tofetti195@hotmail.com) ou whatsapp (016 9261-6357). O instagram dele é @fabiotofettipersonal. Realmente indico muito, adoro os treinos dele.

Bj, bj

La Pagliarini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s